Última atualização:

29/07/2009, 15:15


Veja Também:

A Ilha do Tesouro

Robert Louis Stevenson


A história começa na Inglaterra, no século XVIII. O narrador é Jim Hawkins, um rapaz que vive e trabalha com seus pais na estalagem "Almirante Benbow", muito freqüentada por marinheiros. Certo dia, chega um velho e curtido marinheiro chamado Billy Bones, que se hospeda na estalagem por tempo indeterminado, pois está bastante doente. Ele possui uma longa cicatriz no rosto e traz consigo uma arca pesada. Bones apavora os proprietários da estalagem por cantar músicas sinistra e beber quantidades excessivas de rum. Ele avisa Jim para ficar atento a qualquer marinheiro que tenha uma perna só e conta histórias terríveis que ele vivenciou quando ele era um pirata.

Uma noite, enquanto ele estava devorando seu rum, ele recebe uma reprimenda do Dr. Livesey, que tinha chegado para examinar o pai de Jim, que estava moribundo. Pouco tempo depois, uma misteriosa e sinistra criatura chamada Cão Negro assusta Jim ao revelar o paradeiro de Bones. Após um breve duelo de espadas com Cão Negro, o Cego Pete visita o velho marinheiro, outro dos seus antigos companheiros de barco, e entrega o "sinal negro", um aviso de condenação à morte usado pelos piratas. Logo depois, Bones sucumbe a um ataque cardíaco e Jim e sua mãe fogem para a aldeia próxima, cujos habitantes se recusam a ajudá-los. Pouco antes da chegada dos piratas à estalagem, Jim retira do cadáver uma chave, abre a velha arca e pega um pacote embrulhado em oleado. Enquanto os piratas reviram freneticamente os pertences de Bones, Jim e sua mãe se escondem sob uma ponte próxima. Incapazes de achar o que chamam de "punho de Flint", os piratas partem, deixando Pete para trás, o qual acaba sendo pisoteado pelos cavalos dos homens da aldeia, que tinham tomado coragem e vindo ajudar Jim e sua mãe a enfrentar os piratas.

Na casa do Sr. Trelawney, Jim entrega o pacote ao Dr. Livesey. O Sr. Trelawney abre o oleado e conclui que aquele é o livro de contabilidade do velho pirata. Folheando as páginas cheias de figuras e indicações de cursos, os homens encontram um segundo embrulho, que contém um mapa de uma ilha onde o famoso capitão pirata John Flint tinha enterrado um tesouro. Trelawney fica tremendamente excitado; ele jura conseguir o melhor navio da Inglaterra para encontrar o tesouro e insiste com Jim e o Dr. Livesey para que eles o acompanhem na sua expedição. Emocionados, os dois aceitam.

Várias semanas mais tarde, eles seguem para Bristol, onde o Sr. Trelawney havia comprado o navio Hispaniola e contratado uma tripulação inteira, incluindo o comandante do navio, o Capitão Smollett. Entre os tripulantes, está um marinheiro com uma perna só, chamado Long John Silver, e que foi contratado como cozinheiro. Em pouco tempo, o navio levanta âncora e começa a sua viagem rumo à ilha do tesouro.

Jim fica vivamente impressionado com o carismático cozinheiro, que possui um papagaio de estimação chamado "Capitão Flint". Certo dia, Jim está tentando pegar maçãs no fundo de um barril quando surpreende alguns marinheiros numa conversa suspeita e decide se esconder dentro do barril para ouvir melhor. Ele descobre que Long John Silver está conspirando com outros tripulantes, especialmente Israel Hands e o jovem Dick, para tomar o controle do navio quando o tesouro estiver a bordo. Mais tarde, Jim previne o Sr. Trelawney, o Dr. Livesey e o Capitão Smollett sobre as intenções de Silver.

Quando eles avistam terra, é desencadeada uma batalha entre os marinheiros leais ao Capitão Smollett e os piratas controlados por Silver. Jim escapa para a costa e acaba encontrando um estranho homem chamado Ben Gunn. Ele é um antigo marinheiro que tinha sido abandonado naquela ilha deserta pelo Capitão Flint três anos antes. Tentando aproximar as duas facções em luta, Jim ganha a confiança de Gunn. Ele então revela que ele tinha encontrado o tesouro muito tempo atrás e o tinha transferido para outro lugar. Gunn leva o Dr. Livesey até a caverna secreta onde ele tinha escondido o tesouro. O marinheiro recaptura a Hispaniola, cortando suas amarras e mandando Israel Hands para a morte no fundo do mar.

Após uma experiência quase fatal com os piratas sobreviventes (que tinham arrogantemente dado ao seu líder o "sinal negro" mas a tinham revogado quando perceberam que ele tinha o mapa do tesouro), Jim acompanha Silver na busca pelo tesouro. Quando os bandidos enfurecidos descobrem que o tesouro tinha sido retirado, Silver atira em George Merry, o velhaco rebelde que o tinha deposto na noite anterior. Disparando tiros de mosquete do meio das árvores, o Dr. Livesey, o Sr. Trelawney e Ben Gunn forçam os bucaneiros restantes a se refugiar no interior da ilha.

O Sr. Trelawney e sua tripulação armazenam o tesouro em segurança no porão da Hispaniola e deixam provisões para os piratas abandonados na ilha antes de navegarem de volta para a Inglaterra. Durante uma breve parada num porto sul-americano, Silver, que aguarda julgamento e execução, rouba um saco de moedas e escapa pulando a balaustrada. Jim termina sua narrativa aliviado pelo fim da aventura e desejando que Silver tenha um destino melhor do que o que tinha sido reservado para ele.